Sustentabilidade Corporativa: O que é?

Publicado em: 20/12/2022

Image

Se você é dono de uma empresa, provavelmente já ouviu falar no termo sustentabilidade corporativa, mas você sabe como funciona? Veja quais suas vantagens

A sustentabilidade corporativa é um termo utilizado dentro das empresas em geral, utilizado como uma estratégia dentro das empresas. Isso porque, é uma chance para elas inovarem, agregarem valor e trazer algum diferencial aos seus produtos, processos, formas de trabalhar e serviço, tornando-os mais competitivos e legais.

Este termo diz respeito à adoção de práticas ambientais, sociais e econômico-financeiro corretos dentro das empresas.

Além disso, ela traz muitas vantagens de longo prazo para os clientes, funcionários e principalmente para a sociedade. Fazendo isso através de sustentabilidade, a organização irá reduzir os impactos ambientais e cuidar da saúde humana e dos animais no mundo.

Este conceito não é tão novo. Há cada ano que passa, a preocupação com a sobrevivência do planeta tornou-se pauta. Principalmente em relação ao impacto ambiental em relação as ações do ser humano, gerando prejuízo para gerações futuras.

Este pensamento é muito mais importante do que alguns imaginavam. Nos últimos anos, esse conceito ampliou-se e ultrapassou as fronteiras ambientais, ganhando força e espaço nas discussões empresariais. E isso faz sentido, não apenas para a sobrevivência do planeta, mas também para a permanência da própria empresa no mercado.

Atualmente não há uma empresa com data de validade para fechar as portas. No entanto, isso irá depender das ações dessa empresa em relação à sociedade e ao meio ambiente. Por conta disso, é necessário trabalhar arduamente para se renovar e prolongar este ciclo cada vez mais. Vale ressaltar, que cometer crimes ambientais podem gerar graves punições, como altas multas, suspensão de atividades, e até prisões dos responsáveis. Sendo assim, é necessário a empresa estar sempre atenta a este tipo de situação.

Qual a diferença entre sustentabilidade corporativa e responsabilidade socioambiental?

Enquanto a responsabilidade social, ou ambiental são ações pontuais, voluntárias ou de caráter regulatório, onde a empresa deve cumprir uma demanda de sua comunidade ou seu público, a sustentabilidade corporativa são ações internas, que alteram profundamente todos os processos, desde a estratégia até a cultura organizacional.

Além disso, a responsabilidade socioambiental não precisa, necessariamente, interferir no modelo de negócio da empresa. Basta ver algumas ações de apadrinhamento de projetos no terceiro setor, onde se reduz o uso de papel e plástico, marketing de causa, bem como doação de materiais ou produtos produzidos por ela.

Isso não altera a forma de gestão da empresa, nem os fornecedores que ela contrata, clima do ambiente de trabalho, matérias primas, gestão de resíduos, etc. A sustentabilidade corporativa que irá transformar tudo isso e muito mais.

O que é sustentabilidade corporativa?

O pensamento empresarial mudou atualmente. Hoje, sociedade, governo e partes interessadas esperam que as empresas estejam engajadas em práticas de negócios que sejam boas para as pessoas e o meio ambiente, e não apenas focado em resultados. Isso acontece graças ao crescimento econômico e sustentável, por isso, não trata-se apenas das empresas, mas sim do nosso futuro.

Dessa forma, é de suma importância que os empreendimentos adotem estratégias internas sustentáveis para lidar com a volatidade do clima, assim como criar um mundo melhor para todos nós, e garantir o crescimento econômico de longo prazo.

Ter consciência ambiental e descobrir formas de promover o crescimento econômico das empresas ao mesmo tempo, onde protege o meio ambiente para futuras gerações, é algo primordial e foi o que deu origem ao termo sustentabilidade. O conceito surgiu por volta dos anos 80 e desde então, tem se tornado pauta cada vez mais fundamental em todo o mundo.

Partindo deste princípio, a sustentabilidade corporativa passou a ser algo determinante para que as empresas tenham sucesso, somando as partes socioambiental e econômico-financeiro.

Sendo assim, as organizações devem priorizar os resultados econômicos junto ao desenvolvimento de ações para evitar impactos ambientais, tornando-a longeva. A sustentabilidade corporativa ajuda a sociedade cada vez mais justa e igualitária e atua de forma ética e transparente..

Ela deve ser pensada como criadora de valores. Isso porque, pode ser usado como ferramenta para reduzir riscos, diminuir custos e atrair novos parceiros e clientes, além disso, gera valor de marca e dá motivação aos funcionários, mantendo-os lá por mais tempo.

Como surgiu este princípio?

A sustentabilidade corporativo vem do conceito de “desenvolvimento sustentável”. A Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que é uma iniciativa das nações unidas, determinou este conceito em 1987.

Desenvolver-se de forma sustentável significa que praticou ações que atendem às necessidades das gerações presentes, sem comprometer as futuras.

Para colaborar com o desenvolvimento sustentável, empresas devem criar riqueza para diminuir a pobreza, no entanto, deve atribuir essas ações sem prejudicar o meio ambiente. Sendo assim, as empresas devem colaborar com o mundo hoje para que no futuro, nossas gerações possam prosperar.

Para isso, a empresa deve considerar três pontos-chave na hora de realizar as operações.

1. Direitos humanos e justiça social: Ser sustentável, exige que as empresas reconheçam o seu impacto perante a sociedade e as pessoas que empregam. Reconhecer isso, significa se comprometer com salários justo, um tratamento justo e ético, além de um ambiente limpo e seguro para trabalharem.

2. Extração de resíduos e recursos naturais: Muitas vezes, os empreendimentos dependem dos recursos naturais com insumos para atuar em sua linha de produção, como é o caso da água e da energia. No entanto, muitas vezes utilizam estes recursos sem responsabilidade e de forma não renovável, desperdiçando o que ainda pode ser útil. No entanto, as empresas precisam respeitar os ciclos, utilizando os recursos naturais conforme sua velocidade de regeneração.

3.Pensamento à curto e longo prazo: As empresas sofrem constantemente uma pressão por lucros imediatos, e fazem isso a qualquer custo, sem pensar no preço a se pagar depois. No entanto, a sustentabilidade requer investimento em tecnologias e pessoas para o futuro, embora os benefícios financeiros apareçam muito mais tarde. As empresas estão acostumadas a pensar à longo prazo para investimentos de capital, no entanto, há uma orientação para a sustentabilidade ser aplicada a essa lógica de investimentos.

Benefícios da sustentabilidade corporativa

Benefícios da Sustentabilidade Corporativa

Benefícios da Sustentabilidade Corporativa

 

A sustentabilidade corporativa proporciona para as empresas benefícios: Sociais, ambientais e econômicos. Veja abaixo cada um deles.

Sociais

Prestar ações sociais, desenvolve entre os colaboradores, acionistas e pessoas próximas a sua empresa uma consciência voltada para o desenvolvimento sustentável. Veja abaixo alguns dos benefícios oferecidos nisso.

  • Programas educacionais, de formação de funcionários e qualificação de jovens: Estes são programas que a empresa pode desenvolver para contribuir com o desenvolvimento educacional de funcionários e da sociedade em torno. Além disso, eles investem na qualificação de jovens da sociedade. Através destes programas as partes envolvidas ganham à oportunidade de aprimorarem seus conhecimentos e, consequente, contribuem para desenvolvimento sustentável
  • Inclusão social: Através de ações de inclusão a empresa abre vagas para receber pessoas com deficiência, o que permite a eles terem os mesmos direitos que os demais. Além disso, dá a oportunidade de crescimento de empresas de reciclagem, dando mais empregos para catadores de resíduos
  • Investimento social na comunidade de entorno: A empresa que investe me ações sociais beneficia a todos. Dessa forma, traz novas pessoas interessadas em assunto como o combate à dengue, por exemplo.

Benefícios ambientais

As ações ambientais priorizam a proteção do meio ambiente, através de consumo consciente de recursos naturais, e na redução e impactos causados pelas atividades da empresa.

Veja abaixo alguns deles:

  • Ecoeficiêncie: A empresa encontrará maneiras de otimizar a sua produção, diminuindo a quantidade de recursos que é usado e de resíduos despejados no meio ambiente
  • Gerenciamento de resíduos: Com a consciência para se desenvolver, a empresa deve achar meios de reaproveitar os recursos quando possível, e dispensar quando não for possível o reaproveitamento, uma dessas práticas é a reciclagem
  • Uso de combustíveis e fontes renováveis

Benefícios Econômicos

As ações econômicas buscam o crescimento econômico da empresa, ao mesmo tempo que protege o meio ambiente e a sociedade.

Veja abaixo alguns destes benefícios.

  • Os clientes poderão participar no desenvolvimento de novos produtos: Com essa participação, a organização mostrará sua transparência através de ações e valoriza todos com parte integrante para o sucesso. Essa ação irá gerar lucro para a empresa
  • Faça suas obrigações de forma legal: Entre as ações econômicas está o pagamento de seus tributos, assim como cumprir seus deveres como empresa perante a sociedade. Para isso, deverá cumprir obrigações, como seguir a Política Nacional de Resíduos Sólidos e emitir documentos como: CDF, MTR, CADRI e transportar de forma segura os seus resíduos
  • Manter a postura ética: A empresa deve agir de maneira ética, respeitando à todos, desde clientes, até a concorrência
  • Atenda as reclamações e sugestão de seus clientes e consumidores

Precisa de uma empresa especializada, que te dê uma consultoria para você renovar as práticas de sua empresa? Conte com a Valoriza Ambiental.